Pós-separação: detox do corpo e da mente

detox

É muito comum – e podemos dizer que até está na moda – , após um dia ou um final de semana de muita comilança, as pessoas apostarem na alimentação e bebidas detox, não é mesmo? É suco detox, sopa detox, chá detox, detox, detox, detox…

Mas desintoxicar o organismo vai muito além de sair tomando todos os sucos detox (imagináveis e inimagináveis, rs). Saiba o que está fazendo e para que está fazendo!

Após períodos de exagero, nós alteramos o pH sangue e aumentamos muito a quantidade de sódio. Sabemos que a maioria das doenças se desenvolvem ou pioram em ambientes ácidos. Sendo assim, precisamos reestabelecer o equilíbrio do organismo, em especial do aparelho digestivo. Para isso precisamos colocar alimentos que irão alcalinizar o meio e também eliminar as toxinas, por meio da urina, fezes, suor e respiração! Portanto, aí vai alguns passos importantes:

✔Hidrate-se!!! É por meio de uma boa ingestão de líquidos que conseguimos fazer com que nosso rim filtre nossas impurezas e é com isso que conseguimos jogar fora boa parte do que consumimos de ruim.

– Beba bastante água ➡ seu peso x 35ml + 500ml água é a quantidade ideal;

–  Inclua chás estimulantes e diuréticos:

#hibisco

#chá verde

#canela

#gengibre

#cavalinha

#dente de leão Continue Lendo

Se você tem interesse em receber dicas sobre relacionamentos, envie a mensagem “Quero entrar na lista VIP” para o número de WhatsApp (62) 98100-7879

Mitos sobre a infidelidade conjugal – “Cristal quebrado não tem conserto”

infidelidade

Infidelidade conjugal pode ser definida como a quebra de contrato de exclusividade em um relacionamento amoroso. Essa relação pode ser um casamento formal, uma união estável mais informal ou mesmo um namoro comprometido, entre pessoas hetero ou homoafetivas. O contrato pode ser explícito – o casal conversa e acerta entre si a cláusula de exclusividade amorosa – ou implícito. Nesse último caso, mesmo sem tratarem do tema, ambos ou um dos parceiros supõe que deva haver exclusividade na relação. A infidelidade seria então a quebra desse contrato, explícito ou implícito, por um ou ambos os parceiros do relacionamento.

Gosto de utilizar a expressão “infidelidades”, pois o termo pode abranger uma série de diferentes atitudes de algum dos parceiros do casal que podem ser vivenciadas como uma quebra de contrato, geralmente acompanhada de grande sofrimento por parte de quem foi machucado. A infidelidade mais comum é a sexual, mas também pode ser um envolvimento emocional ou mesmo um encantamento platônico com outra pessoa.

Mas também podemos considerar no universo das infidelidades aquelas atitudes que comprometem a vida do casal em outras dimensões, como endividamento, drogadição ou jogos compulsivos, sem o conhecimento do parceiro, que podem ser vivenciados como uma verdadeira traição à relação.

Homens costumam ser mais sensíveis à infidelidade sexual, mulheres se sentem mais ameaçadas pelo envolvimento emocional do parceiro com uma terceira pessoa. Por que essa diferença de gênero? Continue Lendo

Se você tem interesse em receber dicas sobre relacionamentos, envie a mensagem “Quero entrar na lista VIP” para o número de WhatsApp (62) 98100-7879

Lupa no seu relacionamento

lupa

O tempo passa e, principalmente nas questões referentes à saúde, ele é implacável para todos. Ao longo dos anos, vamos perdendo algumas habilidades, as limitações vão aparecendo aos poucos (por exemplo,  a necessidade de usar óculos, dificuldade em executar determinados exercícios físicos, até mesmo nossa audição pode sofrer perdas nesse processo). E o que nos resta é adaptar nossa vida a essas mudanças. Mas a verdade é que não existem só aspectos negativos no envelhecer. O tempo pode sim ser também muito generoso conosco.

Vivi uma experiência há alguns dias que gostaria de compartilhar com vocês, o que me despertou para escrever este artigo. No alto dos meus 43 anos de idade, necessito de óculos para ler e enxergar com nitidez. E muitas vezes somente os óculos não são suficientes. Certa semana passei cinco dias viajando e não levei meu “arsenal”. Coloquei os óculos, pois imaginei que minhas sobrancelhas estavam precisando de uns retoques e queria fazê-los naquele momento.

Mas percebi que só os óculos não eram suficientes e me lembrei que usava um espelho de aumento quando precisava fazer esse tipo de “ajuste”. Foi aí que comecei a pensar… Se eu não tivesse usado uma lente de aumento, nem perceberia as falhas nas sobrancelhas e me sentiria bem.

Foi neste momento que achei o tempo generoso! E, então, comecei a fazer uma analogia com as questões que me incomodavam na vida. Passei a me perguntar se realmente eu não estava pondo lente de aumento sem necessidade em determinadas situações.

Já parou pra pensar nisso? Isso faz sentido pra você? Continue Lendo

Se você tem interesse em receber dicas sobre relacionamentos, envie a mensagem “Quero entrar na lista VIP” para o número de WhatsApp (62) 98100-7879

As águas de março da minha solidão…

solidão

– Nossa! Mais um ano letivo dos meus filhos, mais um ano da minha vida e eu aqui sozinha… Uma mulher separada…

Alguém que sente isso pode ser tudo, menos uma pessoa separada – nós só nos sentimos sós quando permanecemos presos ao que perdemos. E de fato, nos tornamos sozinhos porque não temos superfície de contato para se conectar com um novo outro. A nossa pele ainda está colada na lembrança daquele que provavelmente nem lembra mais de nós. E lembrança ocupa muito espaço.

Como assim?

Ela nos blinda.

Seria como um escudo invisível para não nos aproximarmos de um outro, ou de novas situações?

Não, pior!

Lembrança é uma barreira visível. Repele possíveis companhias! Continue Lendo

Se você tem interesse em receber dicas sobre relacionamentos, envie a mensagem “Quero entrar na lista VIP” para o número de WhatsApp (62) 98100-7879